/Post

Desculpas para não bater as metas de venda durante o ano

É muito fácil encontrar desculpas para não bater as metas de venda. Veja algumas desculpas para justificar o mau resultado nas vendas durante o ano:

  • Janeiro é mês de férias e não é possível encontrar o cliente pois ele está viajando com a família.
  • Fevereiro tem o carnaval, época onde o cliente só pensa em festa, escola de samba, desfile, fantasia e coisas relacionadas. A última preocupação dele é comprar meu produto.
  • Março é quando o ano finalmente começa. O cliente já gastou muito com o carnaval e agora tem que comprar material escolar para os filhos e pagar a escola particular.
  • Abril tem a Semana Santa e Páscoa. O cliente tem enormes despesas com ovos de chocolate e bacalhau.
  • Maio é mês das noivas e tem o Dia das Mães. Meu produto não serve como presente para as mães nem para casamentos. Além disso, como Maio tem muitos casamentos as pessoas gastam muito dinheiro com a festa e presentes para os noivos.
  • Junho é mês das festas juninas nas escolas dos filhos. A família só pensa em comprar roupas caipira e gastar nas festinhas.
  • Julho tem o recesso escolar. A família viaja novamente.
  • Agosto simplesmente não foi um mês muito bom, é um mês azarado e o cliente deve ter gastado muito no mês passado.
  • Setembro tem a Semana da Pátria. Os pais gastam com uniformes e bandeirinhas para os desfiles. Além disso, a família está se recuperando das duas férias no ano.
  • Outubro é um mês que fica entre Setembro e Novembro. Por ser um mês “do meio” as vendas não são muito boas, as pessoas não costumam comprar em Outubro, não sem bem a razão.
  • Novembro já começa com feriado. Nós perdemos o pique para vender e o cliente já está pensando nas compras para o Natal e onde vai passar o Ano Novo.
  • Dezembro é mês de reunir todos os parentes, distribuir presentes e comer peru na ceia. Fora o aluguel da casa na praia para o réveillon.

O cliente poderia utilizar o 13º salário para comprar o produto, mas até para isso tem uma desculpa: “Algumas vezes o valor vem dividido em duas vezes e ele serve para pagar contas, melhorar os presentes e viajar em Janeiro”.

Como você vê, é fácil encontrar razões para não vender!

Texto adaptado da VendaMais – edição 04/2000

Rota Publicitária - Caminho entre você e seus futuros clientes